top of page

Gênesis

Sobre a criação de Carbium e a estrutura dos livros


Antes de falar de como a criação desse mundo começou, quero enfatizar a distribuição geográfica presente no livro.


O mundo se chama Carbium, e é dividido em quatro continentes, sendo o menor deles, o de Cehvambar, que é onde se passa a trama do primeiro livro. Minalkar é (ou era) um dos reinos desse continente.


O interessante na criação de mundos é que, em minha cabeça, Minalkar foi criado primeiro, e a partir dele o continente e o mundo. Esse caminho contrário foi uma decisão totalmente espontânea, afinal, Minalkar foi criada a partir de uma carta póstuma que o rei Edmund deixou para seu filho, Rubyo, e que era originalmente, o prólogo do livro e a fagulha de toda a criação em minha mente.


Quando pensei na estrutura da história de Rubyo, decidi que ele precisava estar num nível mais alto de força, maturidade e de sabedoria para contar o que eu queria sobre ele. Logo, comecei a escrever sobre seus primeiros anos de vida, na intenção de contemplar 3 ou 4 capítulos de um volume único. Quando dei por mim, já haviam se passado 50 mil palavras, e eu ainda estava na metade do que queria falar sobre sua juventude.




Foi um processo doloroso aceitar que eu precisaria escrever mais de um livro, afinal, qualquer guia básico par autores iniciantes orienta FORTEMENTE que não se inicie a carreira com uma trilogia. Porém, a história de Rubyo se tornou mais complexa e desafiadora do que eu imaginava, e o que era para ser o início da obra, se tornou em um livro inteiro de 31 capítulos.


Sim, O Jogo do Rei se trata de uma TRILOGIA.


Como leitor de ficção, sei o que é sofrer com a espera de obras incompletas, como "As Crônicas de Gelo e Fogo", ou ainda, "O Nome do Vento", então, prometo que meus leitores não irão vivenciar dessa tortura literária. O segundo volume já está no processo de escrita, e o terceiro livro já está todo roteirizado.


O fato do terceiro livro já ter um roteiro próprio foi estranho até para mim, que não criei roteiro nenhum nos dois primeiros livros. Pelo contrário, deixei os persongens me contar as histórias que queriam, para assim, curtir a jornada com eles. A confecção do roteiro do terceiro livro foi necessária por um motivo: fechar os arcos e dar sentido à toda história contada nos dois primeiros livros.


Sendo assim, querido leitor de fantasia, atente-se: nada no livro está ali por acaso. Cada pista, cada easter egg, foi bastante pensado para complementar os elementos que estão presentes nas 3 obras, como se fossem uma só.


A criação de Carbium foi a obra mais complexa da minha vida, e espero que todos possam se divertir e se emocionar lendo, assim como foi para mim, enquanto escrevia. Sejam bem vindos ao meu mundo!


FLAMINUS! 🔥

39 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page